Técnico em Secretariado (Online)

Avatar do usuário
CURSO TÉCNICO EM SECRETARIADO

O aluno formado estará apto para organizar a rotina diária e mensal da chefia ou direção para o cumprimento dos compromissos agendados. Estabelecer os canais de comunicação da chefia ou direção com interlocutores, internos e externos, em língua nacional e estrangeira.

Organizar tarefas relacionadas com o expediente geral do secretariado da chefia ou direção. Controlar e arquivar documentos. Preencher e conferir documentação de apoio à gestão organizacional. Utilizar aplicativos e a internet na elaboração, organização e pesquisa de informação..

Carga Horaria Curricular do Curso Técnico em Secretariado

1185 horas

Legalização do Curso Técnico em Secretariado

Portaria nº 371/2019 – SEEC/GS

Certificações Obtidas no Curso Técnico em Secretariado

29 Certificados referentes a cada Curso Isolado Livre

cada curso referencia um Componente Curricular

03 Cursos de Formação Profissional :

01 Auxiliar Administrativo – CBO 4110-05 ,

02 Auxiliar de Recepção – CBO 4221-05

03 Auxiliar de Secretária – CBO 4221-05

01 Qualificação Profissional Técnica de Nível Médio: (Saídas Intermediarias )

Assistente Administrativo – CBO 4110-10

Habilitação Técnica de Nível Médio em

TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM SECRETARIADO

Registro Profissional :

Como profissão regulamentada pelas leis 7.377 de 30/09/85 e 9.261 de 11/01/96, para exercer as atribuições como profissional de secretariado é preciso de ter o registro na SRTE – Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.Registro Profissional – É o cadastro exigido do trabalhador para o exercício legal da profissão. Tem a finalidade de garantir que os profissionais atendam exigências estabelecidas por Lei. Os pedidos de Registro Profissional devem ser feitos nas Superintendências do Trabalho e Emprego, Gerências e Agências Regionais.O registro profissional é efetivado com o lançamento do número do registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) do trabalhador, não cabendo ao MTE a expedição de carteira de identificação funcional. No entanto, para a obtenção da carteira funcional, fornecida pelas entidades competentes, (Sindicatos e outras organizações de trabalhadores), o trabalhador precisa do registro no MTE. A emissão do registro profissional é gratuita.